Maio, mês da mãe natureza

PROGRAMA CANAVIAL EDITORIAL 114 MAIO, MÊS DA MÃE NATUREZA Severino Vicente da Silva   Meus amigos, Estamos em meados de maio, antigamente denominado mês das noivas, época em eram realizados muitos casamentos. Aos poucos o mês foi sendo tomado pelo comércio destinado às mães, o que não o deixou muito distante das noivas. Nos últimos anos tem se verificado que vem se apresentando como o mês de chuvas que estão a provocar enchentes nos rios... Leia mais

Cheias e histórias

PROGRAMA CANAVIAL EDITORIAL 113 CHEIAS E HISTÓRIAS    Severino Vicente da Silva Caros Amigos   Vez por outra os rios enchem, revolvem a terra enriquecendo o solo para o plantio nas várzeas, espaços que ficam às suas margens. Com as águas aumentadas pelas chuvas, o manso filete que dá origem ao grande rio é enriquecido pelas águas de muitos riachos que, não poucas vezes, passam a maior parte do ano sem serem notados, pois estão secos.... Leia mais

Goiana – Pernambuco Nação Cultural

PROGRAMA CANAVIAL EDITORIAL 112 GOIANA- PERNAMBUCO NAÇÃO CULTURAL Severino Vicente da Silva   Meus amigos, A cada ano estamos acompanhando uma tradição que se firma neste início de século: a celebração coletiva de Pernambuco como uma nação cultural, criativamente cultural desde os sertões até o litoral. Temos participado e assistido a execução de um projeto no qual o povo de Pernambuco se mostra e se vê em plena ação criativa, confirmando-se... Leia mais

Premiação que prejudica

PROGRAMA CANAVIAL EDITORIAL 110 PREMIAÇÃO QUE PREJUDICA Severino Vicente da Silva   Meus amigos             No começo do século passado, quando ainda havia muitos engenhos e bem mais sítios do que nos dias de hoje, na época do carnaval alguns homens começaram a se divertir saindo para brincar vestidos com roupas de suas mulheres: eram os cambindas; na mesma época outros homens começaram a vestir-se como índios caboclos e desfilavam... Leia mais

NOSSO CARNAVAL

PROGRAMA CANAVIAL EDITORIAL 108 NOSSO CARNAVAL Severino Vicente da Silva Meus amigos, Passaram os três dias de carnaval e brincamos em todas as nossas cidades: o Zé Pereira alegrou a noite do sábado em Vicência que, na terça feira, dia 8, fez um belo desfile homenageando as mulheres no seu Dia Internacional. Aliança fez as honras à dona Ma ria Janira da Silva, uma das mais antigas animadoras do carnaval da cidade e, como sede da Associação... Leia mais

A caçada do Bode e a Glória da vida

PROGRAMA CANAVIAL EDITORIAL 107 A CAÇADA DO BODE E A GLÓRIA DA VIDA Severino Vicente da Silva Meus amigos, Estamos na Semana Gorda – Sexta feira Gorda, Sábado de Zé Pereira, Domingo de Carnaval, Segunda Feira Gorda, Terça Feira Gorda, Quarta Feira Ingrata: é a semana do carnaval. Houve um tempo que era apenas três dias essa semana. “carnaval só tem três dias, foi os anjos que criou”, diz um frevo canção orquestrado por Nelson Ferreira.... Leia mais

As burrinhas de Carnaval

PROGRAMA CANAVIAL EDITORIAL 105  AS BURRINHAS Severino Vicente da Silva   Meus amigos, Nos dias de carnaval as ruas de nossas cidades ficam bem mais interessantes, pois nelas encontramos o passado delas, o nosso passado desfilando e nos fazendo sonhar e sorrir. Nos dias anteriores ao carnaval, já podemos encontrar crianças batendo lata acompanhando um urso e um caçador, aos gritos de “a La ursa quer dinheiro, quem não der é pirangueiro”,... Leia mais

PREPARANDO O CARNAVAL

PROGRAMA CANAVIAL EDITORIAL PREPARANDO O CARNAVAL Severino Vicente da Silva   Meus amigos   Estamos chegando ao final de janeiro e nos aproximando do período de preparação para a maior festa popular, a festa que põe o mundo de cabeça para baixo, a festa que faz a gente viver os mais estranhos sonhos, os sonhos em que os homens e mulheres mais pobres saem para a rua com o orgulho de serem chefes de tribos, nações, príncipes, princesas. O... Leia mais

15 DE JANEIRO DE 1685 – VILA DE GOIANA, CABEÇA DA CAPITANIA DE ITAMARACÁ

PROGRAMA CANAVIAL EDITORIAL 100 15 DE JANEIRO DE 1685 – VILA DE GOIANA, CABEÇA DA CAPITANIA DE ITAMARACÁ Severino Vicente da Silva     Meus amigos, A Nação Cultural Pernambuco tem muitas vertentes, e todas elas estão repletas de criatividade, de bravura, solidariedade, ternura, músicas, ritmos, crenças, lugares sagrados, tudo sendo resultado de ações de homens e mulheres enquanto criavam seus filhos e filhas. As regiões geográficas... Leia mais

O Doce da Mata Norte

  PROGRAMA CANAVIAL � EDITORIAL 98   O DOCE DA MATA NORTE Severino Vicente da Silva   Meus amigos, Estamos no final do ano e este é um tempo de verificar o que fizemos, nos alegrarmos pelo que foi feito e também ver o que poderemos melhorar no próximo ano.  Um dos motivos de alegria é o que ocorreu com a Pretinhas do Congo do Baldo do Rio,  de Goiana. Este ano, o grupo cultural que é mantido pela população de pescadores e trabalhadores... Leia mais