Promessas passadas geram novas esperanças

Semana passou cheia de novidades, como a celebração da memória do 11 de setembro de 2001. Aos poucos aquela conversa de que foi tudo armação dos americanos e judeus para incriminar os árabes-muçulmanos passa a ser folclore, embora os povos árabes cada vez mais acreditem nessa história. É o que está sendo publicado na imprensa internacional, No Brasil, apesar de a candidata Dilma Rousseff ter informado que era contra a volta da CPMF, o governo... Leia mais

Um prefácio para Pretinhas do Congo

Punha nesta página o que escreveu o professor José Bento sobre o meu livro Pretinhas do Congo, uma Nação Africana na Jurema da Mata Norte , a ser lançado no dia 5 de setembro “Africanidades brasileiras” em Goiana – à guisa de apresentação. Estava eu no aconchego do carinho da casa materna, no interior de Minas Gerais (cidade de Lavras), em janeiro de 2011, quando recebi uma mensagem via e-mail, do meu companheiro de ofício Severino... Leia mais

Como professores são tratados na amizade de sindicatos governistas

ARTIGO DO PROF> PIERRE LUCENA “Apesar da ridícula proposta do Governo, os sindicatos Andes e Proifes, que representam os professores das universidades federais, resolveram aceita-la, e dificilmente a greve será deflagrada no restante das universidades. Para deixar a história ainda mais confusa, na reunião de ontem o representante do Governo ainda voltou atrás na proposta de aumento de 4% (só no ano que vem), dizendo que os 4% incidiria... Leia mais

Roubos e algemas

Enquanto visito minha família que mora na Paraíba recebo informe que minha casa foi assaltada pela terceira vez em três meses, entrando para a bela estatística do vitorioso programa Pacto com a Vida do governo pernambucano. Estamos contentes por terem ido à nossa casa em um momento em que todos nós estávamos fora. Não devo reclamar sobre essa situação, uma vez que, caso a polícia queira descobrir quem me assalta com tanta insistência pode... Leia mais

Leitores e leituras

Depois que alguns amigos de profissão, sem comentários, solicitaram não mais receber informações sobre o que eu penso, fiquei feliz, pois entendi que estava sendo lido, comentado e, portanto, provocando reações que levam à produção do conhecimento. Há algo mais valioso que isto? Penso que não. Por outro lado, fiquei sem saber o que os deixava tão constrangido em meus pensamentos. O “não comentários” deles implica que ficarei... Leia mais

Os governos recentes e a concentração do capital

O que será necessário dizer para ser entendido… Os governos recentes e a concentração do capital 25/7/2011 13:46, Por Paulo Kliass Não adianta tentar escamotear a natureza das decisões políticas, com a já gasta desculpa retórica dos “elementos técnicos envolvidos na questão”. Há sempre, ao menos, dois lados com interesses opostos. E os governos têm adotado, de forma sistemática, os interesses das empresas envolvidas com a... Leia mais

Sant’Ana

O tempo tem passado com alguma presteza neste ano de 2011, especialmente para os que estão à frente do governo do Brasil. Entrando no sétimo mês, já contabilizamos mudanças em quatro ministérios da presidente Dilminuída. Não está sendo fácil administrar a herança maldita que ela e seu chefe deixaram no final do ano passado. Afinal, são dois ministros afastados por suspeita de corrupção. O mais interessante é que esses dois foram ministros... Leia mais

São Pedro, a humildade

É a noite de 28 de junho, véspera de São Pedro. Alguns anos já se passaram desde que fui a Santa Brígida, BA, terra de Pedro Batista. Fui levado pela curiosidade em conhecer este país que fiz meu, mas fui atiçado pelo que me falava Alcivandes, um professor que conheci em Arcoverde, PE, quando ele era estudante de História. Em Queiroz havia dedicado algumas horas de sua vida para compreender o que ocorrera naquela parte da Bahia, em terras... Leia mais

São João

Em cidades como Santo Antonio de Jesus é tempo de soltar foguetes e, no Brasil profundo todas as cidades gostam de balões, fogos de artifícios, desde os mais simples até aqueles que são utilizados para celebrar início de ano ou vitória espetacular, esperada ansiosamente, como essa vitória dos “Meninos do Santos” que fez o Pelé chorar, cinqüenta anos depois de vitória semelhante. Esse tempo junino também é tempo de acender as fogueiras... Leia mais

Doenças, repouso e leitura

Segunda Semana de junho, com surpresas, sendo uma gripe, ou virose, que desde a terça feira  me prostou, obrigando-me a não trabalhar como se faz usualmente. Sou obrigado a ficar em casa, na cama. Há quem duvide, há quem pense que é uma enrolada. Mas como evitar a maledicência de quem não nos ama? Recebo visita dos netos. Um deles que me obriga a esquecer a moleza do corpo e põe a correr e a brincar de sentar e levantar. Um pouco de alegria... Leia mais