Nosso lugar na ONU

O mundo continua a girar, e eis que, como de costume o representante do Brasil faz o discurso de abertura da Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas – ONU. Tem sido assim desde a primeira reunião. Não há novidade, exceto que quem preside o Brasil atualmente é uma mulher, por isso, pela primeira vez uma mulher, por ser presidente do Brasil, faz o discurso inicial da Assembléia. Apressados áulicos chegaram a dizer que era a primeira... Leia mais

Governabilidade

Creio não ter sido o único a ficar surpreendido com a capacidade de decisão que possui a atual gerente do Brasil, a presidente Dilma. Durante mais de vinte e quatro horas ele meditou se devia ou não devia demitir um dos ministros que ele escolheu para auxiliá-la na tarefa de governar o Brasil. Ficou evidente que a sua decisão foi a mesma que tomou em relação à saída do ministro Paloci: ela não demitiu. Dilma é uma gerente que não demite.... Leia mais

Promessas passadas geram novas esperanças

Semana passou cheia de novidades, como a celebração da memória do 11 de setembro de 2001. Aos poucos aquela conversa de que foi tudo armação dos americanos e judeus para incriminar os árabes-muçulmanos passa a ser folclore, embora os povos árabes cada vez mais acreditem nessa história. É o que está sendo publicado na imprensa internacional, No Brasil, apesar de a candidata Dilma Rousseff ter informado que era contra a volta da CPMF, o governo... Leia mais

Roubos e algemas

Enquanto visito minha família que mora na Paraíba recebo informe que minha casa foi assaltada pela terceira vez em três meses, entrando para a bela estatística do vitorioso programa Pacto com a Vida do governo pernambucano. Estamos contentes por terem ido à nossa casa em um momento em que todos nós estávamos fora. Não devo reclamar sobre essa situação, uma vez que, caso a polícia queira descobrir quem me assalta com tanta insistência pode... Leia mais

Maracutaias não são maracatus

O mês de julho é de muitas chuvas. Em meu tempo de menino nós usávamos galochas e, agora neste ano estou assistindo um julho que parece um chato de galocha. Bem, arriscando ser um chato, com ou sem galochas, vou conversar um pouco sobre política, ou o seu execesso. Esta semana a França lembra a Revolução de 1789. Começamos, os brasileiros, o mês com uma boas alegria. Tudo parecia que a presidente Dilminuída iria crescer um pouco ao mandar... Leia mais

Sant’Ana

O tempo tem passado com alguma presteza neste ano de 2011, especialmente para os que estão à frente do governo do Brasil. Entrando no sétimo mês, já contabilizamos mudanças em quatro ministérios da presidente Dilminuída. Não está sendo fácil administrar a herança maldita que ela e seu chefe deixaram no final do ano passado. Afinal, são dois ministros afastados por suspeita de corrupção. O mais interessante é que esses dois foram ministros... Leia mais

Santo Antonio, nos proteja dos esquecimentos

A sequência dos dias de junho já nos fez passar pelas festas dedicadas a Santo Antonio, tradicional herói do catolicismo desde o século XIII, quando, em vida, dedicou-se a seguir os passos de Francisco de Assis, ao mesmo tempo em continuava a manter relações com a sociedade que criticava. Antonio de Lisboa, nome que marca sua origem, ou Antonio de Pádua, título que carrega por ter sido professor de filosofia na cidade italiana, após a morte... Leia mais

Doenças, repouso e leitura

Segunda Semana de junho, com surpresas, sendo uma gripe, ou virose, que desde a terça feira  me prostou, obrigando-me a não trabalhar como se faz usualmente. Sou obrigado a ficar em casa, na cama. Há quem duvide, há quem pense que é uma enrolada. Mas como evitar a maledicência de quem não nos ama? Recebo visita dos netos. Um deles que me obriga a esquecer a moleza do corpo e põe a correr e a brincar de sentar e levantar. Um pouco de alegria... Leia mais

De somas e subtrações

A semana recentemente passada foi extremamente educativa para mim, e permitiu um realce de esperança. Neste espaço comentei a saga de poderosos da política nacional na tarefa de diminuir os pequenos espaços que o povo brasileiro vem conquistando nesse quase século e meio de República. Lamentei que figuras como o atual presidente do senado federal tentou apagar da memória o que ele chamou de “incidente que não deveria ter ocorrido”, o defenestramento... Leia mais

“Assoletrando” a realidade

  Vivo um momento impar da democracia que ajudamos a criar ao longo da ditadura comandada pelos militares. Jamais entendi como democrática a frase famosa dos ditadores que costumavam dizer que “não agiriam sob pressão”. Eles não admitiam que alguém não entendesse que as razões por eles apresentadas eram suficientes, eles não careciam de dar qualquer explicação, pois eles sabiam o que era bom para o Brasil. Bem, talvez nenhum dos ditadores... Leia mais