14 de julho de 1789 – População parisiense invade a Bastilha

 

Que História é essa

Hoje na História

 

14 de julho de 1789:

Organizando uma revolta, a população francesa invade a Bastilha e derrubam o símbolo real                                                                                      

 

                                                                                                                                                                                                                     Aline De Biase

aluna do 5º período de História, bolsista Pró-Ext.

 

 

A Queda da Bastilha é um símbolo Francês e de muitos povos.

Construída durante a Guerra dos Cem anos, pelo rei Carlos V da França, a Bastilha serviu inicialmente como um portal de entrada para o bairro de Santo Antônio, em Paris. Entre os anos 1370 a 1383, para a defesa da área leste parisiense, o portal foi ampliado e transformado em fortaleza. Com o fim da guerra, a bastilha passou a  ser utilizada como masmorra pelo rei Luís XI, mas só se tornou prisão do Estado durante o reinado de Luís XIII, por decisão do chefe do Conselho de Estado, Cardeal de Richelieu.

 Durante os tempos do absolutismo francês, a Bastilha abrigou as vítimas da monarquia e do puro julgamento real. Assim, a prisão se tornou o símbolo da tirania monárquica.

 No século XVIII com as diversas transformações sócio-econômicas e crises enfrentadas por uma França ainda feudal, as massas francesas, camponesas e urbanas, aliadas à uma ascendente burguesia e a uma nobreza empreendedora, exigiam mudanças na política real. A tensão, rei e povo, causada pela vontade de mudanças na estrutura social francesa, levou a população parisiense a iniciar uma revolta. A partir de um boato espalhado pelo advogado e jornalista Camille Desmoulins, de que a guarda real desencadearia uma repressão sangrenta sobre o povo, os parisienses resolveram se defender.

Concepção da Tomada da Bastilha

Concepção da Tomada da Bastilha

  Em busca de armas, a população invadiu, inicialmente, um antigo hospital onde se concentravam um bom arsenal, e depois se dirigiram para a Bastilha. Nessa época, a Bastilha servia, não mais como prisão estadual, mas como lugar de lazer, e sobretudo, depósito de armas do exército francês. Assim, quando a população parisiense invadiu a Bastilha, em 14 de julho de 1789, derrubou simbolicamente o poder real, baseado no controle das armas. Esse episódio, enfatizado pela historiografia romântica de Jules Michelet, foi tido como fundador da Revolução Francesa.

  Oficialmente, o 14 de julho não comemora a “Queda da Bastilha”, mas sim a “Festa da Federação” realizada um ano depois do evento da bastilha, em 14 de julho de 1790,

Campo de Marte - Paris.

Campo de Marte - Paris.

no Campo de Marte, em Paris. Entretanto, no inconsciente coletivo francês, a Festa Nacional, do 14 de julho, festejada com balés populares, fogos de artifícios, desfiles militares e discurso presidencial, está associada à Queda da Bastilha, em 1789.

 Texto escrito para o programa QUE HISTÓRIA É ESSA, no dia 14 de julho de 2010.

 Date Posted: 14 jul 2010 @ 11 08 AM
Last Modified: 14 jul 2010 @ 11 08 AM
Posted By: Biu Vicente
EmailPermalink
 

Responses to this post » (None)

 

Sorry, but comments are closed. Check out another post and speak up!

 Comment Meta:
RSS Feed for comments
\/ More Options ...
Change Theme...
  • Users » 1
  • Posts/Pages » 179
  • Comments » 2,366
Change Theme...
  • VoidVoid « Default
  • LifeLife
  • EarthEarth
  • WindWind
  • WaterWater
  • FireFire
  • LightLight

02 de dezembro de 1870



    No Child Pages.