Cultura popular e povo brasileiro

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO – UFPE

DEPARTAMENTO DE HOTELARIA E TURISMO – DHT

CURSO DE BACHARELADO EM TURISMO

DISCIPLINA DE HISTÓRIA DA CULTURA

PROFESSOR: SEVERINO VICENTE

ALUNA: CAROLINE DÁFINE DE OLIVEIRA DE LIMA

 

 

 Cultura popular e povo brasileiro

O livro, Cultura Popular da Idade Moderna, de Peter Burke e o documentário, O Povo Brasileiro, de Darcy Ribeiro abordam a cultura em seus lugares específicos, como na Europa e no Brasil, respectivamente.

Em seu livro Burke, aponta a existência de um ideal de homem do Renascimento, seus valores e seu mundo ético. Mostra que durante a Idade Moderna, houve, na Europa, movimentos liderados pela elite que visava à reforma da cultura popular, como a Vitória da Quaresma. Coloca também, que por causa da industrialização a Europa passou por grandes transformações culturais, onde a imprensa ocultou a cultura tradicional oral. Devido a isso (a cultura popular estava começando a desaparecer), o “povo” se tornou tema de maior interesse para os intelectuais europeus da época. Podendo-se dizer que: O “povo”, na Europa, é criação do fim do século XVIII, e a sua maior reputação é no século XIX.

Peter Burke
Peter Burke

 Esse interesse pela cultura tradicional, não foi nada menos que, a descoberta do povo; que abriu espaço para o conhecimento da religião, das festas e das músicas populares. Sendo que os valores e atitudes de artesãos e camponeses (classes subalternas, “donas” da cultura não-oficial), juntos com os princípios da elite, resultaram na separação das culturas, no seio de uma mesma sociedade.

Então, cultura popular seria, até o século XVIII, um conjunto de práticas culturais produzida pelas camadas mais baixas de uma determinada sociedade e tendia a referir-se à arte, à literatura e a música, diferentemente de hoje que tem seu conceito mais amplo, onde o termo “cultura” se usa para atribuir àquilo que aprendemos e transmitimos socialmente.

Já o documentário de Darcy Ribeiro explana sobre o surgimento do povo brasileiro, onde ele afirma que somos ‘frutos’ da mistura de três matrizes principais: índio, negro e branco, porém nos comportamos como uma só gente.

Lenda da Iara
Lenda da Iara

 Mostra que o país já pré-existia antes da chegada dos portugueses fisicamente e humanamente (humanidade indígena que tinha como finalidade, viver); essa gente que era tão religiosa (acreditavam na vida após a morte, não faziam muita distinção entre o sonho e a realidade acordada, e achavam que tudo ao seu redor possuía espíritos); tinha um sentimento de igualdade invejável, diferentemente da cultura européia, que valorizava ou desvalorizava determinada cultura, os índios conheciam a natureza em detalhe, sabiam a serventia de cada planta e o nome de cada bicho que nela apareciam. De um modo geral, viviam e comungavam para a natureza.

Fazendo uma relação mais direta, com os dois objetos de estudo propostos, percebe-se que na época em que os europeus viviam o Renascimento, Iluminismo, industrialização e entre outras coisas, que foi crucial para o surgimento do interesse pela cultura popular na Europa, o Brasil vivia numa época onde esse desenvolvimento tecnológico, e essas transformações culturais estavam fora da realidade do país, era habitado por índios que, por sua vez auto-suficiente e que viviam para a natureza.

No entanto, independente de qualquer época, costume, raça ou etnia, o “homem” constrói hábitos, enfim têm sua cultura, sendo esta formada, criada, pelas necessidades de uma dada sociedade, e criam dessa maneira uma identidade, tornando-os um só povo. É notável que cada sociedade, seja ela qual for, tem sua crença, seus valores, comportamentos, e suas regras morais que a identificam.

Outro tema importante é o fato da cultura ser algo dinâmico, onde traços se perdem, e outros se acrescentam em velocidades diferentes nas mais diversas sociedades. Como no caso dos europeus, com a difusão de conceitos a partir de outras culturas tiveram que se adequar à nova realidade (valorização da cultura popular por parte da elite), assim como os índios depois da chegada dos portugueses.

 

 

 

 

BIBLIOGRAFIA

 

BURKE, Peter. Cultura popular na Idade Moderna: Europa 1500-1800. 2. ed.-. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.385p.

 

Documentário: O Povo Brasileiro, baseado na obra homônima de Darcy Ribeiro

16 thoughts on “Cultura popular e povo brasileiro

  1. Pingback: Harold
  2. Pingback: Larry
  3. Pingback: guy
  4. Pingback: Jackie
  5. Pingback: Jeremy
  6. Pingback: joe
  7. Pingback: Ken
  8. Pingback: clarence
  9. Pingback: Cory
  10. Pingback: Herbert
  11. Pingback: Travis
  12. Pingback: Martin
  13. Pingback: Stuart
  14. Pingback: Don
  15. Pingback: ernest
  16. Pingback: otis

Comments are closed.