Arquivos

Esquecimentos históricos, falha na educação histórica

Em entrevista ao canal Globo News, o ex-ministro Joaquim Barbosa afirmou que “O Brasil não se conhece. O brasileiro não sabe direito como a nação, como o estado brasileiro se formou”. Essa é uma observação bastante interessante, pois ela nos leva debater a razão dessa ignorância, uma vez que há um ministério dedicado a pensar, […]

Em torno do cinquentenário do Maracatu Estrela de Ouro de Aliança

RAÍZES EM movimento Uma vez escutei, em um encontro da Campanha da promovido pela Igreja Católica, em um desses períodos da Quaresma, que o Brasil era um país de migrantes. Em 1980, sob o tema PARA ONDE VAIS? a Igreja convidava a todos a refletir sobre as migrações que ocorriam no país. A população do […]

Comemorando nossas origens

A cada ano, como se fora ordenado por misteriosas forças, algumas reportagens se repetem. É um processo educacional. Aprende-se bastante pela repetição, ensina-se dessa maneira. A repetição é mestra da manutenção da cultura ou, da sua mudança. O que se repete, e como é repetido, sempre fortalece algum ensinamento. As repetições criam laços novos que […]

Mestre Antônio Teles, a rabeca de Condado

As criações culturais nascidas da criatividade de pessoas das camadas mais distantes dos centros de poder, quase sempre, são familiares. Quer dizer são pessoas da mesma família que produzem aquele tipo de cultura, aquela brincadeira, ou a dança, ou o jeito de cantar, ou jeito de tocar um ou vários instrumentos. Claro que sempre aparece […]

A Lei do Cão ou a demência da 15.516

Será um caso de esquizofrenia, demência ou falta de vergonha e mancômetro. Faz menos de uma semana que o governador do Estado transplantou parte de seu governo para o Engenho Cumbe, no município de Nazaré da Mata. Foi ali, com seu secretário de cultura para entregar um título que, os que se julgam donos do […]

Elite ou malta

O mês de março vai passando de surpresa em surpresa. As águas e magoas desfilaram nas ruas de muitas cidades do país na esperança que ouvidos deixassem de ser de mercadores ou de mercadantes e, seriamente entendessem o que estava a se dizer. Foram muitos os recados, mas como dizia famoso teatrólogo, cada um vê […]