Arquivos

Rumos: de junho de 13 a fevereiro de 15

Em tempo não muito distante, líamos nos jornais, víamos nos noticiosos televisivos e, em alguns casos, víamos, nas ruas, multidões de jovens protestando contra os abusos na política e da polícia, abuso no aumento das passagens de ônibus, na luta contra o capitalismo, etc. As ruas das principais capitais do Sudeste foram tomadas manifestantes e, […]

Francisco de Assis e o edifício Caiçara

  Começando o mês de outubro. Depois dos santos Cosme e Damião, médicos que foram feitos protetores das crianças, vem o mês de São Francisco de Assis, também muito popular: o primeiro burguês que decidiu reformar o mundo, primeiro repondo pedras, depois apontando para os corações humanos. Sua vida é uma parábola: parece nos dizer […]

o dilema dos médicos, a gosto

Começamos Agosto. Temperatura desce um pouco e sentimos o inverno mais durante a noite e o início da manhã. Ao ,longo do dia os quase vinte e sete graus nos lembram que vivemos próximo ao Equador. As chuvas começam a escassear no litoral e ameaçam ainda a não aparecerem nos sertões. Açudes que fornecem água […]

Recife: chuvas, rios, gente e ocupação irresponsável

Passados quinze dias de junho deste ano de 2013  notamos que as muitas águas desejadas caem, em muitos lugares, de maneira indesejada. Sabemos que as chuvas são comuns nesta época do ano em nossa região, mas sempre nos surpreendemos quando elas chegam, não por elas, mas porque elas escancaram a maneira irresponsável de como ocupamos […]

Viver o destino ou criar a História

  Maio, mês das noivas, dizia-se antigamente; mês das mulheres, diz-se mais frequentemente nos dias de hoje, tem passado celeremente e com muita águas realizando o período chuvoso da região Nordeste do Brasil. Espera-se que chova neste período do ano. Talvez por conta da estiagem longa, ou seca, que acomete-nos nos últimos três anos, nossas […]

as ruas e as contradições da construção histórica do povo.

Uma cidade se conta nas ruas que são abertas por ações humanas. São conhecidas, algumas vezes por seus habitantes mais antigos, como ocorre comm o Córrego do Joaquim, ali em Nova Descoberta; outras vezes por um consenso de que este ou aquela pessoa contribuiu para a existência e vida da cidade, como observa na Avenida […]