Arquivos

Quarta Feira no STF – igualdade para todos ou manutenção das castas

Poucos dos cidadãos que vivemos intensamente os momentos desta semana que culminou com a prisão de Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente da República, percebemos que a sua prisão é uma vitória contra uma prática jurídica, criada durante a ditadura civil-militar iniciada em 64 e terminada em 85. Hábitos criados naquele período ainda nos governam […]

Algozes de Marielle

Quando Marielle Franco, assassinada no dia 14 de março de 18, completava cinco anos de idade, os que hoje estão além dos sessenta anos de idade, estavam, naquele ano, pondo fim à ditadura que se implantara em 1964. E então, proibidos de participação política durante duas décadas, os brasileiros começaram a eleger alguns dos proibidos […]

6 de março – Dia Santo de Guarda

É a primeira vez que o dia 6 de março é comemorado como um feriado em todo Pernambuco. Feriado é um dia excepcional, desses que existem para serem vividos de maneira intensa, pois nele se vive uma humanidade. O feriado existe para que pensemos sobre o que ocorreu no passado de tão intenso que nos […]

Nova encruzilhada: Nada será como antes

Costumamos sempre comparar a atual situação do Brasil com a de outros países, seja para nos glorificarmos seja para nos humilhar. Mas a questão mais importante é: o que eles fizeram e nós não fizemos; parece que partimos da premissa que foi apenas porque eles nos exploraram. Talvez não. Talvez eles tenham decidido sofrer um […]

Sobre três portarias e o Patrono dos Direitos Humanos

O Ano de 2017 termina com muitas portarias, decretos e sanções presidenciais. O governo age, a sociedade reage e o governo vê-se obrigado a refazer seus atos. Mas há quem exagere nas críticas. Recentes portarias e decretos emanados do poder executivo, a exemplo da modificação na tipificação das condições de trabalho análogo ao trabalho escravo, […]

Mistério, Heróis, moedas, futebol e universidades

Quase o fim do ano, quase o fim. O fim da paciência, o fim de tentar compreender que sou insuficiente para aproximar-me do mistério. Tudo parece ser um mistério que a sociologia não alcança, que a filosofia não desconfia. O Brasil virou a Mangueira de Paulinho da Viola: “é um pouco mais que os olhos […]