Arquivos

6 de março – Dia Santo de Guarda

É a primeira vez que o dia 6 de março é comemorado como um feriado em todo Pernambuco. Feriado é um dia excepcional, desses que existem para serem vividos de maneira intensa, pois nele se vive uma humanidade. O feriado existe para que pensemos sobre o que ocorreu no passado de tão intenso que nos […]

Primeira quinzena do ano: problemas antigos; esperanças quase novas

Passaram-se os primeiros quinze dias de 2018, ano do cinquentenário do “ ano que não acabou” e, pelo jeito, este 18 ainda carregará até ao 19 as reformas que o país necessita. É que os deputados resolveram, após a publicação das gravações encomendadas pelo Procurador da República, com o intuito de prejudicar o já frágil […]

Papa Francisco e Professor Bruno Gomes

E então a semana que acabou nos trouxe interessantes informações sobre a nossa espécie, o homo sapiens. Na linha do tempo que o Facebook mantém para mim, com informações vinda das pessoas que ele define como amigas minha, ou grande público, apareceram alguns destaques, pois que me chamaram atenção. Quando o cardeal de Buenos Aires […]

OLINDA E OS CARIRI: SERTÕES, SEMINARISTAS, COMÉRCIO E CARNAVAL.

Já uma vez foi dito, e muitas vezes repetido, que “o povo assistiu bestificado a proclamação da República” em 1889, o que é verdadeiro. Aquela foi uma ação de um grupo social bastante atuante na administração da monarquia. Mas uma nação não é formada apenas pelos que governam as estruturas, ela existe pela ação daqueles […]

Uma visão sobre livros e bibliotecas desde a Antiguidade ao início da Idade Moderna

UMA VISÃO SOBRE LIVROS E BIBLIOTECAS DESDE A ANTIGUIDADE AO INÍCIO DA IDADE MODERNA Prof. Dr. Severino Vicente da Silva Departamento de História – UFPE Reunimo-nos, neste espaço, por algum tempo, com o objetivo de pensar um pouco sobre o hábito de recolher informações, organizá-las e pô-las à serviço de muitas pessoas. São essas informações […]

Eu puro, eles pecadores?

Conheci Irmã Mirtes quando minha tinha vivido sete anos. Nos meses que antecederam a sua morte, quando seu carro foi atingido por um trem em Cajueiro Seco, ela ensinou-me o catecismo católico, juntamente com Luzia, que ainda vive hoje em Nova Descoberta e, vez por outra encontro em alguma cerimônia religiosa. Evidente que minha mãe […]